Tragelaphus angasii

Niala

Esta espécie magnífica apresenta dimorfismo sexual acentuado, sendo que os machos são muito maiores e de cor diferente das fêmeas.

Image
01

Morfologia

As fêmeas e as crias são geralmente de cor castanha-avermelhada, e os machos adultos são apresentam uma coloração acinzentada. Os machos e as fêmeas têm uma crista dorsal de cabelo longo que se estende desde a parte de trás da cabeça até a base da cauda, e os machos têm franjas de pelos longos em torno do pescoço, e ventralmente desde a garganta até aos quartos traseiros. Possuem também algumas listas verticais e manchas brancas, padrão que varia de individuo para individuo.


02

Comportamento

Vivem em grupos, geralmente de 2 a 30 indivíduos. Esta espécie não é territorial. Os machos adultos lutam pelo acasalamento com uma fêmea no cio. Um macho exibe-se ao outro levantando a crista dorsal de cabelo branco, erguendo a cabeça e a cauda. Se ocorrer agressão, podem ser violentos e até mesmo causarem a morte ao oponente. Para demonstrar sua força também escavam o solo com os seus chifres. Geralmente, é o maior dos dois machos que é o vencedor e, posteriormente acasala com a fêmea. A Niala não tem glândulas odoríferas específicas, nem mesmo as glândulas usuais, que a maioria dos antílopes possuem sob os seus olhos. Portanto, dependem de visão e som para comunicação.


03

Alimentação

Comem folhas, galhos, flores e frutos de muitas espécies diferentes de plantas. Durante a estação chuvosa comem principalmente erva verde fresca. Bebem água diariamente quando está disponível, mas conseguem sobreviver em áreas onde a água só está disponível sazonalmente.

Outros Mamíferos


Outros animais