Image Image Image

Saddle billed Stork

Ephippiorhynchus senegalensis
  • Image
  • Image
  • Image

Esta ave, oriunda da zona tropical de África, é inconfundível graças às cores magníficas do seu bico comprido, espesso e com uma faixa amarela. Apresenta dimorfismo sexual na coloração da íris, que é castanha no macho e amarela na fêmea.

As aves têm uma zona escarlate sem penas no peito e joelhos vermelhos. O bico é comprido, espesso e com cores fortes, sendo uma parte amarela. Apresentam dimorfismo sexual na coloração da íris, que é castanha-escura no macho e amarela na fêmea. Os machos são maiores do que as fêmeas.

São aves essencialmente sedentárias, movimentando-se dentro ou perto do território em busca de condições ótimas de alimentação.
Na parada nupcial correm de asas abertas, exibindo a plumagem fortemente marcada.

Alimentam-se essencialmente de peixes. A sua dieta inclui também crustáceos, alguns moluscos e insetos, anfíbios, répteis, aves juvenis e pequenos mamíferos. Sozinhos ou em pares, utilizam o bico para apanhar peixe em águas lamacentas e procurar alimento na vegetação envolvente de zonas de água pouco profundas. Por vezes, esgravata a lama com uma pata para desalojar a presa.

Nidificam isoladamente, em casais solitários. Não fazem posturas necessariamente todos os anos. Constroem ninhos largos, com 2 metros de diâmetro, no topo de árvores normalmente isoladas e perto de zonas aquáticas. Os ninhos são feitos de galhos e forrados com musgo, ervas e terra. Fazem posturas de 2 a 3 ovos, que são incubados durante 30 a 35 dias. Após 70 a 100 dias de vida as crias apresentam-se cobertas de penas. Até serem quase adultas, as crias de primeira e segunda geração mantêm-se no espaço protegido pelos progenitores.
Atingem a maturidade sexual aos quatro anos de vida.

As aves têm uma zona escarlate sem penas no peito e joelhos vermelhos. O bico é comprido, espesso e com cores fortes, sendo uma parte amarela. Apresentam dimorfismo sexual na coloração da íris, que é castanha-escura no macho e amarela na fêmea. Os machos são maiores do que as fêmeas.

São aves essencialmente sedentárias, movimentando-se dentro ou perto do território em busca de condições ótimas de alimentação.
Na parada nupcial correm de asas abertas, exibindo a plumagem fortemente marcada.

Alimentam-se essencialmente de peixes. A sua dieta inclui também crustáceos, alguns moluscos e insetos, anfíbios, répteis, aves juvenis e pequenos mamíferos. Sozinhos ou em pares, utilizam o bico para apanhar peixe em águas lamacentas e procurar alimento na vegetação envolvente de zonas de água pouco profundas. Por vezes, esgravata a lama com uma pata para desalojar a presa.

Nidificam isoladamente, em casais solitários. Não fazem posturas necessariamente todos os anos. Constroem ninhos largos, com 2 metros de diâmetro, no topo de árvores normalmente isoladas e perto de zonas aquáticas. Os ninhos são feitos de galhos e forrados com musgo, ervas e terra. Fazem posturas de 2 a 3 ovos, que são incubados durante 30 a 35 dias. Após 70 a 100 dias de vida as crias apresentam-se cobertas de penas. Até serem quase adultas, as crias de primeira e segunda geração mantêm-se no espaço protegido pelos progenitores.
Atingem a maturidade sexual aos quatro anos de vida.

Outras Aves


Outros animais