Image Image Image

Black Faced Spider Monkey

Ateles chamek
  • Image
  • Image
  • Image

Nativa da América do Sul, esta espécie de primata caracteriza-se pela sua longa cauda preênsil, sem pelos na extremidade, e que serve de grande auxílio na alimentação ou na deslocação de árvore em árvore!

O Macaco-Aranha-de-Cara-Preta deve o seu nome ao facto de possuir membros finos e longos, possuindo igualmente uma cauda preênsil sem pelos na zona inferior, que funciona como um quinto membro, utilizando-a para se equilibrar e agarrar os ramos da canópia enquanto se desloca e muitas vezes também para segurar os alimentos. Na zona inferior da extremidade da cauda, a pele possui um padrão distinto de linhas, que funcionam como uma impressão digital e é funcionalmente importante pois ajuda a cauda a aderir às superfícies, muito como os dedos de uma mão.
Apresenta um pêlo preto longo e brilhante, que cobre todo o seu corpo, excepto a sua face, que é igualmente de cor preta, tal como o seu nome indica.
O macaco-aranha-de-cara-preta é a maior espécie de entre todas as espécies de macacos-aranha. Os machos e as fêmeas apresentam dimorfismo sexual, com os machos sendo mais robustos que as fêmeas.
Esta espécie não tem polegar, apresentando apenas quatro dedos em cada mão.

São animais diurnos e arbóreos. Os grupos são normalmente compostos por 15 fêmeas adultas, 5 machos adultos e vários subadultos e juvenis, sendo a fêmea dominante a que lidera o grupo na procura de alimentos. Os machos acasalam com múltiplas fêmeas e o acasalamento ocorre ao acaso, sem nenhuma dominância hierárquica.
Os membros anteriores são utilizados em movimentos braquiais que alternam com a suspensão pela cauda enquanto se movimentam nas florestas. No solo, as suas deslocações são efectuadas de forma quadrúpede.
Estes primatas têm formas de comunicação muito expressivas e complexas, manifestando-se com expressões faciais e movimentos corporais exuberantes em situações de agressividade, de brincadeira ou dominância. Uma das vocalizações mais comuns do macaco-aranha-de-cara-preta é a dos machos adultos, quando comunicam com subgrupos vizinhos e grupos sociais maiores. Durante o contacto com animais não familiares ou nos limites dos seus territórios, os animais podem exibir comportamentos agonísticos que incluem o abanar da cabeça, o coçar dos braços e do peito, a erecção do pelo e o abanar de ramos das árvores, tudo acompanhado por defecação.

É uma espécie essencialmente frugívora, explorando a zona da canópia das árvores. Apesar da sua dependência de frutos, que são a base principal da sua dieta, o macaco-aranha suplementa-a durante períodos de escassez com outros alimentos tais como flores, folhas, raízes, bolbos, mel, insectos e até mesmo ovos de aves.

Apresenta longos períodos de gestação, intervalos entre nascimentos mais longos quando comparados com outros primatas de tamanho semelhante, um grande período de dependência da progenitora e atinge a maturidade sexual a uma idade mais avançada.
Esta espécie tem normalmente apenas uma cria após uma gestação de 7,5 meses e o parto seguinte apenas ocorre passados 2 a 5 anos. O desmame dos juvenis ocorre passados 12 a 15 meses, embora só atinjam a sua independência com 17 meses de idade. As progenitoras continuam a tomar conta dos juvenis durante o primeiro ano, movendo-se frequentemente com eles seguros nas suas costas. Os juvenis atingem a maturidade sexual com 3 a 4 anos.

O Macaco-Aranha-de-Cara-Preta deve o seu nome ao facto de possuir membros finos e longos, possuindo igualmente uma cauda preênsil sem pelos na zona inferior, que funciona como um quinto membro, utilizando-a para se equilibrar e agarrar os ramos da canópia enquanto se desloca e muitas vezes também para segurar os alimentos. Na zona inferior da extremidade da cauda, a pele possui um padrão distinto de linhas, que funcionam como uma impressão digital e é funcionalmente importante pois ajuda a cauda a aderir às superfícies, muito como os dedos de uma mão.
Apresenta um pêlo preto longo e brilhante, que cobre todo o seu corpo, excepto a sua face, que é igualmente de cor preta, tal como o seu nome indica.
O macaco-aranha-de-cara-preta é a maior espécie de entre todas as espécies de macacos-aranha. Os machos e as fêmeas apresentam dimorfismo sexual, com os machos sendo mais robustos que as fêmeas.
Esta espécie não tem polegar, apresentando apenas quatro dedos em cada mão.

São animais diurnos e arbóreos. Os grupos são normalmente compostos por 15 fêmeas adultas, 5 machos adultos e vários subadultos e juvenis, sendo a fêmea dominante a que lidera o grupo na procura de alimentos. Os machos acasalam com múltiplas fêmeas e o acasalamento ocorre ao acaso, sem nenhuma dominância hierárquica.
Os membros anteriores são utilizados em movimentos braquiais que alternam com a suspensão pela cauda enquanto se movimentam nas florestas. No solo, as suas deslocações são efectuadas de forma quadrúpede.
Estes primatas têm formas de comunicação muito expressivas e complexas, manifestando-se com expressões faciais e movimentos corporais exuberantes em situações de agressividade, de brincadeira ou dominância. Uma das vocalizações mais comuns do macaco-aranha-de-cara-preta é a dos machos adultos, quando comunicam com subgrupos vizinhos e grupos sociais maiores. Durante o contacto com animais não familiares ou nos limites dos seus territórios, os animais podem exibir comportamentos agonísticos que incluem o abanar da cabeça, o coçar dos braços e do peito, a erecção do pelo e o abanar de ramos das árvores, tudo acompanhado por defecação.

É uma espécie essencialmente frugívora, explorando a zona da canópia das árvores. Apesar da sua dependência de frutos, que são a base principal da sua dieta, o macaco-aranha suplementa-a durante períodos de escassez com outros alimentos tais como flores, folhas, raízes, bolbos, mel, insectos e até mesmo ovos de aves.

Apresenta longos períodos de gestação, intervalos entre nascimentos mais longos quando comparados com outros primatas de tamanho semelhante, um grande período de dependência da progenitora e atinge a maturidade sexual a uma idade mais avançada.
Esta espécie tem normalmente apenas uma cria após uma gestação de 7,5 meses e o parto seguinte apenas ocorre passados 2 a 5 anos. O desmame dos juvenis ocorre passados 12 a 15 meses, embora só atinjam a sua independência com 17 meses de idade. As progenitoras continuam a tomar conta dos juvenis durante o primeiro ano, movendo-se frequentemente com eles seguros nas suas costas. Os juvenis atingem a maturidade sexual com 3 a 4 anos.

Outros Mamíferos


Outros animais