Chelydra serpentina

Tartaruga Mordedora

A Tartaruga Mordedora deve o seu nome ao fato de possuir mandibulas extremamente fortes, parecidas com um bico para poder agarrar as suas presas.

Image Image
01

Morfologia

A sua cabeça é robusta, com mandíbulas poderosas em forma de bico. São capazes de projectar a cabeça a uma grande velocidade, o que, tendo em conta a sua agressividade e as fortes mandíbulas, as torna uma espécie perigosa. O plastrão é muito reduzido e em forma de cruz, não permitindo a retração das patas para o seu interior. A carapaça é de cor castanha, podendo variar em tons de castanho claro até ao castanho-escuro. Frequentemente, encontra-se coberta de algas e lodo. Possuem também uma cauda longa, com uma crista espinhosa. Os machos desta espécie são tipicamente maiores do que as fêmeas.


02

Comportamento

Durante o dia, encontram-se dentro de água, mantendo apenas os olhos e as narinas acima da superfície, podendo também enterrarem-se no leito macio de forma a melhorarem a sua camuflagem e a caça. Durante a noite, deslocam-se para fora de água.


03

Alimentação

São animais vorazes, que se aproveitam do grande tamanho do seu pescoço para caçar peixes, anfíbios, outros répteis, e até mesmo aves e pequenos mamíferos. Alimentam-se também de plantas aquáticas, mantendo uma dieta omnívora.


04

Reprodução

Trata-se de uma espécie ovípara. O acasalamento ocorre entre os meses de Abril e Novembro, e a maioria das posturas tem lugar em Junho. As ninhadas são constituídas por 25 a 93 ovos. Estes eclodem cerca de 60 a 90 dias após a postura. As fêmeas são capazes de armazenar os espermatozoides durante anos, e podem encetar deslocações a grandes distâncias do local de acasalamento para depositar os ovos.

Outros Reptíles


Piton Real
Piton Reticulada
Lagarto de Vidro
Jiboia

Outros animais


Marabu Africano
Escorpião Asiático
Jabiru do Senegal
Niala