Image Image Image

Capybara

Hydrochaeris hydrochaeris
  • Image
  • Image
  • Image

A Capivara, oriunda da América do Sul, onde pode ser encontrada nas margens dos Rios, é o maior roedor existente à face da Terra! Este fantástico mamífero pode ultrapassar os 60kg e, muitas vezes, pode medir 1,30 metros de comprimento.

A capivara é o maior roedor do mundo. Apresenta uma cabeça de grandes proporções com o focinho bastante pronunciado e orelhas pequenas e redondas. Possui pernas curtas, membranas interdigitais nas patas (que lhes permite nadar), com garras fortes, não possuindo cauda. O pêlo é semi-longo e áspero com tons que variam entre o castanho avermelhado e o cinzento no dorso e o amarelo acastanhado no ventre.

As capivaras são animais sociais, vivendo em grupos familiares que podem ter entre 10 a 30 indivíduos. Geralmente, o grupo é composto por vários machos, um dos quais é dominante, várias fêmeas adultas e as suas crias. Os machos que não possuem o seu próprio grupo familiar vivem solitários. Os machos têm uma grande glândula sebácea sobre a cabeça, que utilizam para marcar a sua dominância através do cheiro.
É um animal semi-aquático, excelente nadador, podendo nadar com os seus olhos, ouvidos e narinas mesmo acima da superfície da água (devido ao formato da sua cabeça), quer totalmente submersas. Quando se encontra em perigo, mergulha, nadando sob a superfície até se sentir segura, podendo permanecer submergida por vários minutos. Pode igualmente esconder-se entre a vegetação aquática apenas com as narinas acima da superfície.
As capivaras comunicam através de vocalizações, incluindo um latido como sinal de alarme.
Este animal é mais ativo durante a manhã e final da tarde. Durante a parte mais quente do dia é encontrado em locais húmidos com sombra.

É um animal herbívoro, alimentando-se de pasto rasteiro, plantas aquáticas e casca das árvores.

A capivara acasala na água, mais frequentemente quando a precipitação é elevada, o que proporciona também vegetação mais abundante. Após uma gestação de 150 dias, ocorre o parto, em locais abertos, podendo a fêmea ter entre 1 a 8 crias. Estas são precociais, pois nascem com os olhos abertos, com pelo a cobrir todo o corpo e dentição completa, começando a seguir a progenitora e a alimentarem-se de erva rasteira pouco tempo após o nascimento. Atingem a maturidade sexual com 15 meses.

A capivara é o maior roedor do mundo. Apresenta uma cabeça de grandes proporções com o focinho bastante pronunciado e orelhas pequenas e redondas. Possui pernas curtas, membranas interdigitais nas patas (que lhes permite nadar), com garras fortes, não possuindo cauda. O pêlo é semi-longo e áspero com tons que variam entre o castanho avermelhado e o cinzento no dorso e o amarelo acastanhado no ventre.

As capivaras são animais sociais, vivendo em grupos familiares que podem ter entre 10 a 30 indivíduos. Geralmente, o grupo é composto por vários machos, um dos quais é dominante, várias fêmeas adultas e as suas crias. Os machos que não possuem o seu próprio grupo familiar vivem solitários. Os machos têm uma grande glândula sebácea sobre a cabeça, que utilizam para marcar a sua dominância através do cheiro.
É um animal semi-aquático, excelente nadador, podendo nadar com os seus olhos, ouvidos e narinas mesmo acima da superfície da água (devido ao formato da sua cabeça), quer totalmente submersas. Quando se encontra em perigo, mergulha, nadando sob a superfície até se sentir segura, podendo permanecer submergida por vários minutos. Pode igualmente esconder-se entre a vegetação aquática apenas com as narinas acima da superfície.
As capivaras comunicam através de vocalizações, incluindo um latido como sinal de alarme.
Este animal é mais ativo durante a manhã e final da tarde. Durante a parte mais quente do dia é encontrado em locais húmidos com sombra.

É um animal herbívoro, alimentando-se de pasto rasteiro, plantas aquáticas e casca das árvores.

A capivara acasala na água, mais frequentemente quando a precipitação é elevada, o que proporciona também vegetação mais abundante. Após uma gestação de 150 dias, ocorre o parto, em locais abertos, podendo a fêmea ter entre 1 a 8 crias. Estas são precociais, pois nascem com os olhos abertos, com pelo a cobrir todo o corpo e dentição completa, começando a seguir a progenitora e a alimentarem-se de erva rasteira pouco tempo após o nascimento. Atingem a maturidade sexual com 15 meses.

Outros Mamíferos


Outros animais