Image Image Image Image

Gazelle dama

Nanger dama
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image

A Gazela Dama é a maior de todas as gazelas e também é mais rara do mundo. Este magnífico herbívoro africano encontra-se extremamente ameaçado de extinção devido à caça e degradação do seu habitat devido ao excesso de pastoreio por animais domésticos.

A Gazela Dama tem umas patas muito fininhas e um longo pescoço. A sua pelagem é caracterizada por se apresentar por manchas vermelhas-acastanhadas e brancas.
A face é branca, assim como a zona ventral. O pescoço é vermelho-acastanhado mas, ao nível da garganta, todas as gazelas dama apresentam uma mancha branca.
Estes animais possuem cornos em forma de S, apontam para trás e depois curvam para cima. Podem medir cerca de 25 a 35cm de comprimento, sendo que os machos apresentam geralmente cornos maiores do que as fêmeas.
A nível de tamanho, apresentam dimorfismo sexual.

Esta Gazela é um animal social, vivendo em manadas. Existe hierarquia em grupos pequenos, onde o macho dominante marca o seu estatuto ao deslocar-se para uma zona afastada do resto da manada, ou esfregando os cornos nos arbustos e árvores.
Os machos lutam com os seus cornos, mostrando a sua força aos outros animais.

A Gazela é um animal herbívoro, alimentando-se de folhas das árvores, arbustos, erva. É comum observar-se estes animais apoiados apenas nos membros posteriores de modo a alcançar alimentos mais altos, com o apoio dos membros anteriores. Estes animais obtêm a maior parte da água que precisam, através dos alimentos.

A época de acasalamento ocorre entre Agosto e Outubro. Durante este tempo, os machos tornam-se territoriais e ficam com comportamentos que indicam agressividade e estatuto.
Geralmente, urinam e defecam para marcar o seu território, assim como esfregam os seus cornos nas ervas e árvores de modo a mostrar a sua força e alto estatuto hierárquico.
O comportamento de acasalamento dos machos inclui geralmente uma postura elevada, levantar de nariz, mordiscar e lamber a fêmea. Uma fêmea receptiva, regra geral, anda em círculos, e estica a sua cauda, mostrando que se encontra apta para a reprodução. O ciclo éstrico da fêmea tem a duração média de 19 dias.
Normalmente, nasce uma cria em cada parto. Logo após o parto, a mãe guarda a sua cria do resto do grupo e, passados uns dias, a jovem cria já se encontra forte o suficiente para seguir a mãe para todo o lado e ser vista pelo resto da manada.
Como as mães gastam muita energia a tomar conta das suas crias, é muito comum observar-se duas fêmeas juntas e a defender as suas crias dos predadores.

A Gazela Dama tem umas patas muito fininhas e um longo pescoço. A sua pelagem é caracterizada por se apresentar por manchas vermelhas-acastanhadas e brancas.
A face é branca, assim como a zona ventral. O pescoço é vermelho-acastanhado mas, ao nível da garganta, todas as gazelas dama apresentam uma mancha branca.
Estes animais possuem cornos em forma de S, apontam para trás e depois curvam para cima. Podem medir cerca de 25 a 35cm de comprimento, sendo que os machos apresentam geralmente cornos maiores do que as fêmeas.
A nível de tamanho, apresentam dimorfismo sexual.

Esta Gazela é um animal social, vivendo em manadas. Existe hierarquia em grupos pequenos, onde o macho dominante marca o seu estatuto ao deslocar-se para uma zona afastada do resto da manada, ou esfregando os cornos nos arbustos e árvores.
Os machos lutam com os seus cornos, mostrando a sua força aos outros animais.

A Gazela é um animal herbívoro, alimentando-se de folhas das árvores, arbustos, erva. É comum observar-se estes animais apoiados apenas nos membros posteriores de modo a alcançar alimentos mais altos, com o apoio dos membros anteriores. Estes animais obtêm a maior parte da água que precisam, através dos alimentos.

A época de acasalamento ocorre entre Agosto e Outubro. Durante este tempo, os machos tornam-se territoriais e ficam com comportamentos que indicam agressividade e estatuto.
Geralmente, urinam e defecam para marcar o seu território, assim como esfregam os seus cornos nas ervas e árvores de modo a mostrar a sua força e alto estatuto hierárquico.
O comportamento de acasalamento dos machos inclui geralmente uma postura elevada, levantar de nariz, mordiscar e lamber a fêmea. Uma fêmea receptiva, regra geral, anda em círculos, e estica a sua cauda, mostrando que se encontra apta para a reprodução. O ciclo éstrico da fêmea tem a duração média de 19 dias.
Normalmente, nasce uma cria em cada parto. Logo após o parto, a mãe guarda a sua cria do resto do grupo e, passados uns dias, a jovem cria já se encontra forte o suficiente para seguir a mãe para todo o lado e ser vista pelo resto da manada.
Como as mães gastam muita energia a tomar conta das suas crias, é muito comum observar-se duas fêmeas juntas e a defender as suas crias dos predadores.

Outros Mamíferos


Outros animais